Comunicado do prefeito Agnaldinho: respostas às críticas em relação a não abertura das igrejas

Em 30/07/2020

           


 

O prefeito Agnaldinho se manifestou, através de vídeo, para esclarecer algumas questões à população. Inicialmente, ressaltou o importante dado ao qual o município de Cambuci é o único da região Norte e Noroeste que não possui casos de morte por COVID-19, mas enfatiza que não se deve comemorar o fato em consequência da proliferação do vírus no país. O líder municipal também expressou, conforme mostra o vídeo, a sua preocupação em relação à falta de atendimento dos hospitais de alta complexidade (é mencionado como referência o hospital de Itaperuna) por não estarem atendendo o município, precisando assim a população ampliar a consciência em relação às medidas necessárias para o combate ao Coronavírus.

Além do recebimento de críticas por conta do período eleitoral, o chefe do Executivo comentou acerca de críticas que recebeu de um líder religioso da cidade, que alegou que as igrejas não estão abertas “por causa do prefeito” e o acusou de ser um perseguidor religioso. As justificativas, segundo o prefeito, para a não abertura de espaços- não só igrejas, mas restaurantes, academias, escolas, entre outros- possuem como sustentáculo as preceituações da Organização Mundial da Saúde e a voz dos médicos municipais, que defendem a restrição locomotiva de locais que possam causar aglomerações, tudo em proveito da coletividade. Em relação a ser apontado pelo líder religioso como “perseguidor”, por se importar em seguir com afinco as recomendações da OMS (Organização Mundial da Saúde) e autoridades sanitárias no embate contra o Coronavírus, o prefeito se solidariza pela causa religiosa e deixa evidente seu respeito por todas as lideranças das igrejas do município, deixando nítido que jamais perseguiria nenhum religioso, demonstrando as suas ações, perante o atual contexto, racionalidade política para atingir o bem comum. Salienta-se a menção, feita pelo prefeito, concernente às desditas sobre o afrouxamento das medidas do combate a COVID-19 em municípios vizinhos, como a abertura de igrejas.

 O líder municipal ainda chama a população para a resolução do problema no que tange à abertura de igrejas: “Eu quero dividir esse fardo com vocês”. Além de frisar a importância de escutar a população, depois do entrave causado pelo dislate do líder religioso, o prefeito falou sobre a possibilidade da marcação de uma reunião para que os líderes religiosos, assim como a população, ouçam as autoridades de saúde do município, visando à compreensão dos reais motivos para a não abertura de igrejas no presente momento.

Salienta-se que o primeiro gabinete de crise, da região Norte e Noroeste, foi realizado em Cambuci, que ocorreu na Câmara municipal. Foram convidados líderes religiosos, agentes políticos (vereadores), agentes de segurança pública (bombeiros e policiais militares), etc. A maioria deliberou pelo fechamento das igrejas em decorrência da disseminação social do vírus.

O vídeo é encerrado com o chefe do Executivo lendo uma citação do papa Francisco que adverte, em relação aos infortúnios causados pelo Coronavírus, sobre o respeito às medidas de confinamento, a prudência relativa ao vírus e do afastamento a notícias falsas.